satisfação 100% garantida!
Belo Horizonte, 18 de setembro de 2021

Veja:

Demora na liberação de documentos para construção e venda de imóveis em BH

Demora na liberação de documentos para construção e venda de imóveis em BH

Prazo para emissão do Habite-se pode chegar a um ano

Construtoras enfrentam problemas em relação ao habite-se em Belo Horizonte. O documento é o “sinal verde” que é dado pela prefeitura quando a obra está concluída e o imóvel pronto para ser vendido. A reclamação é confirmada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG).

Segundo o diretor da área imobiliária da entidade, Bráulio Garcia, o grande gargalo está na legislação que mudou em 2019 e passou a valer em fevereiro do ano passado. De lá para cá, houve uma redução considerável na emissão deste documento.

“A pandemia realmente está trazendo um atraso em todo o trâmite da prefeitura. Os funcionários estão em home office, o BH Resolve está fechado, documento físico não está sendo emitido, vários documentos que às vezes são necessários para a baixa e o habite-se e que os cartórios de registro de imóveis estão exigindo não estão sendo emitidos. O Sinduscon alertou no final do ano passado sobre esse problema, que ele iria só aumentar e que a prefeitura teria que revogar uma portaria que ela emitiu onde qualquer acréscimo seria interpretado na lei nova, o que tá impedindo porque uma lei não coaduna uma com a outra.”

Garcia diz ainda que o documento que antes era emitido com 90 dias agora demora, no mínimo, 6 meses, podendo chegar a um ano de espera.

“A emissão de baixa e habite-se hoje está demorando um ano porque a pessoa não consegue resolver, então a prefeitura praticamente bloqueou o habite-se. Tem consultora que está há 6 anos parada aguardando uma resposta da prefeitura, sem solução, porque ela insiste na portaria. Nem o construtor consegue vender com financiamento e utilização do Fundo de Garantia e nem o consumidor final consegue comprar se não tiver essa documentação já registrada no cartório de registro imóvel.”

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte esclarece que foram implementadas inúmeras mudanças com o objetivo de agilizar o processo de obtenção de certidão de baixa de construção. Ainda segundo a nota, a vistoria de baixa presencial ficou suspensa entre abril e maio de 2020, para novas obras, e entre abril e setembro de 2020, para regularização de edificação, seguindo as recomendações do órgão municipal responsável pela saúde pública.

Para não paralisar o serviço, a prefeitura implementou um sistema de captação digital de protocolos de baixa de construção que antes eram captados no BH Resolve – que precisou ter as atividade suspensas. As medidas implantadas fizeram com que em dezembro já se entregasse o documento de baixa em um prazo médio de 25 dias e a última medição, fevereiro de 2021, demonstra tramitações médias de 21 dias para retornos.

Quer regularizar sua casa clique AQUI!
Quer regularizar seu apartamento, cobertura, varanda ou área privativa clique AQUI!

Quer desenvolver um projeto e aprovar clique AQUI!

Conheça a IMA Projetos

fonte: itatiaia.com.br/noticia/sindicato-reclama-de-demora-na-liberacao-de-documentos-para-construcao-e-venda-de-imoveis-em-bh

Mais vistos

Posts Recentes: